sábado, 16 de outubro de 2010

CURSO LIBRAS - T. Santo Antônio de Jesus-Ba

Quero agradecer, primeiramente, ao CREAS, pelo convite de ministrar o curso de LIBRAS para funcionários ligados aos órgãos da Prefeitura de Santo Antônio de Jesus; agradeço, também, a turma do curso pelo esforço, dedicação e participação nas aulas.

Espero vê-los no Módulo II.






sábado, 10 de julho de 2010

Introdução à Gramática de LIBRAS: O Sinal e seus Parâmetros

O que é denominado de palavra ou item lexical nas línguas orais-auditivas é denominado sinais nas línguas de sinais. O sinal é formado a partir da combinação do movimento das mãos com um determinado formato em um determinado lugar, podendo este lugar ser uma parte do corpo ou um espaço em frente ao corpo. Estas articulações das mãos, que podem ser comparadas aos fonemas e às vezes aos morfemas, são chamadas de parâmetros, portanto, nas línguas de sinais podem ser encontrados os seguintes parâmetros:


1. Configuração das mãos: são formas das mãos, que podem ser da datilologia (alfabeto manual) ou outras formas feitas pela mão predominante (mão direita para os destros), ou pelas duas mãos do emissor ou sinalizador. Os sinais APRENDER, LARANJA e ADORAR têm a mesma configuração de mão;

2. Ponto de articulação: é o lugar onde incide a mão predominante configurada, podendo esta tocar alguma parte do corpo ou estar em um espaço neutro vertical (do meio do corpo até à cabeça) e horizontal (à frente do emissor). Os sinais TRABALHAR, BRINCAR, CONSERTAR são feitos no espaço neutro e os sinais ESQUECER, APRENDER e PENSAR são feitos na testa;

3. Movimento: os sinais podem ter um movimento ou não. Os sinais citados acima têm movimento, com exceção de PENSAR que, como os sinais AJOELHAR, EM-PÉ, não tem movimento;

4. Orientação: os sinais podem ter uma direção e a inversão desta pode significar idéia de oposição, contrário ou concordância número-pessoal, como os sinais QUERER E QUERER-NÃO; IR e VIR;

5. Expressão facial e/ou corporal: muitos sinais, além dos quatro parâmetros mencionados acima, em sua configuração têm como traço diferenciador também a expressão facial e/ou corporal, como os sinais ALEGRE e TRISTE. Há sinais feitos somente com a bochecha como LADRÃO, ATO-SEXUAL.



FONTE: Brasil, Secretaria de Educação Especial. Deficiência Auditiva / organizado por Giuseppe Rinaldi et al. - Brasília: SEESP, 1997. VI. - (série Atualidades Pedagógicas; n. 4).1.Deficiência Auditiva.I. Rinaldi, Giuseppe. II – Título. CDU 376.353.

LÍNGUAS DE SINAIS

As Línguas de Sinais (L.S) são as línguas naturais das comunidades surdas. As línguas de sinais não são, simplesmente, gestos ou mímicas, usados pelos surdos para facilitar sua comunicação. São línguas com estruturas e regras próprias.


A LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais tem sua origem na Língua de Sinais Francesa. Como qualquer outra língua, ela, também, possui expressões que mudam de região para região (os regionalismos).

Para o real aprendizado da LIBRAS é importante estar em contato com os surdos e sua comunidade.

É preciso algumas estratégias para o aprendizado da LIBRAS, tais como:


• Se houver surdo no ambiente, procure comunicar-se em LIBRAS;

• As expressões faciais são, extremamente, importantes, porque elas que transmitem os sentimentos que para os ouvintes são transmitidos pela entonação da voz;

• É importante treinar, sempre, o alfabeto manual;

• Procure participar, ativamente, da conversa com o surdo, demonstrando se entendeu ou não o que lhe foi dito, acenando afirmativamente ou não. Acenar com a cabeça, para o surdo, é uma questão cultural;

• Somente os surdos podem criar sinais, quando esses não existirem para criar um conceito;

• Evite pedir ao colega para traduzir um sinal para o português. Pergunte ao professor;

• Não tenha medo de sinalizar errado, pois o erro faz parte do processo de aprendizagem. Procure soltar-se e tentar;

• Mantenha-se em frente ao surdo quando estiver conversando com ele;

• Exercite sempre.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

ATIVIDADE L2 - Produção Textual

MEU FINAL DE SEMANA




______________________________________________
________________________________________________
__________________________________________________

_____________________________________
______________________________________
______________________________________


Objetivo: Produção textual; ampliação do vocabulário Português/LIBRAS.
Metodologia: Primeiro - Perguntar, oralmente, aos alunos "Como foi o final de semana?";
       
                        Segundo - Pedir que os alunos registrem em desenho o que fizeram no final de semana;
                         Terceiro - Agora, nesta fase, os alunos escreverão, baseados no desenho que fizeram, um pequeno texto sobre o que fizeram no final de semana.

segunda-feira, 7 de junho de 2010

ATIVIDADE L2 - Compreensão de Texto













Etapas:

Primeira - O professor deve explicar, em LIBRAS, sobre o assunto do texto;


Segunda - Após a explicação, o professor deve trabalhar, primeiramente, as palavras do texto. DICA: Antes de iniciar a aula, faça alguns retângulos em uma cartolina e recorte-os, escreva com piloto ou hidrocor, em cada um deles, as palavras do texto;


Terceira - Em seguida, já conhecendo o assunto do texto, bem como suas palavras e o sinal, o professor inicia a leitura;


Quarta - Com as palavras usadas na segunda etapa, o professor irá, agora, misturá-las, e perguntar individualmente, ao aluno, o sinal da palavra e seu significado.

     Esta atividade de L2 se desenvolvida dessa forma, irá proporcionar ao aluno surdo um melhor entendimento, não só deste texto, mas esta mesma metodologia pode ser aplicada em vários textos. Lembrando que, como o surdo aprende por imagem, é importante que o texto tenha gravuras sobre o assunto abordado.
     Qualquer dúvida de como foi trabalhado, minuciosamente, este texto, ou de ocmo trabalhar com L2, é só me escrever: lilianeduques@uol.com.br, terei o maior prazer em enviar material, bem como tirar as dúvidas surgidas.

sábado, 22 de maio de 2010

CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EM SENHOR DO BONFIM-BA

Capacitação de Professores em Educação Especial - Curso LIBRAS

Quero agradecer a turma de professores da cidade de Senhor do Bonfim-Ba, pelo acolhimento, interesse e participação nas aulas. Que a partir de agora, vocês saiam com uma visão diferente das pessoas surdas, sabendo que esta comunidade apresenta uma IDENTIDADE, CULTURA e LÍNGUA (LIBRAS).



O curso de LIBRAS abordou o LIBRAS Básico, que dá uma visão da língua, bem como os pilares para o aprendizado da mesma. Espero que vocês consigam crescer no aprendizado e lutem para que haja continuidade do curso.



Abraços a todos meus alunos de Senhor do Bonfim.











Agradeço, também, o presente dado pela turma. Uma jóia, que, com certeza, eternizará nossos encontros.





Paulo, obrigada pelo presente, pela tua amizade e carisma durante as aulas.





Aprenda no SILÊNCIO!!!

Espero que minhas contribuições te enriqueçam de alguma forma.